Fábrica de reciclagem Plastic Energy
SUSTENTABILIDADE

Reciclagem avançada: o futuro do plástico circular

A Sealed Air investe em tecnologias avançadas para garantir mais e melhores opções de reciclagem de plástico.

Rolar para baixo

 

Fechando o circuito

A própria natureza do plástico flexível – leve, forte e maleável – é exatamente o que torna mais difícil sua reciclagem do que de materiais rígidos como garrafas PET ou jarras de leite de polietileno. A maioria das modernas instalações de reciclagem emprega um processo conhecido como reciclagem mecânica, onde plásticos rígidos são tipicamente separados, limpos, triturados, derretidos e, então, reformados em granulados plásticos. Embora os plásticos flexíveis muitas vezes acabem nas instalações de reciclagem, eles não são reciclados lá, se é que são reciclados em algum momento. 

 

Mais plástico não deveria significar menos reciclagem

Em um momento em que as embalagens plásticas estão se tornando cada vez mais essenciais para o comércio global, a quantidade de plástico reciclado a cada ano está diminuindo. As condições de mercado para plásticos mecanicamente reciclados continuam fracas e as instalações de reciclagem que enfrentam pressão para operar de forma lucrativa estão fechando. Em todo o mundo hoje, apenas cerca de 14% de todo o plástico é reciclado, e a maior parte desse percentual está limitado a estruturas rígidas como garrafas de água PET e jarras de leite em polietileno de alta densidade.

As instalações de reciclagem mecânica geralmente não processam plásticos flexíveis porque o motivo em si, pelo qual precisamos deles, ou seja, de que sejam resistentes e leves, significa a existência de materiais como filmes e sacos enrolados ao redor das telas de triagem, que podem entupir as máquinas. Quando isso acontece, o processador precisa ser interrompido até que as telas sejam limpas, uma tarefa que gera um trabalho perigoso para os funcionários e que resulta em perda diária de produtividade e lucratividade.

 

Do processo linear para o reciclado e para o circular

O plástico reciclado mecanicamente geralmente tem propriedades mais fracas, o que significa que suas características de desempenho não são as mesmas dos materiais virgens, de modo que ele não pode retornar ao uso ou função original. Isso também significa que a maior parte dos plásticos só pode ser reciclada mecanicamente uma ou duas vezes, o que, por sua vez, faz com que mesmo o plástico reciclado acabe indo para os aterros.

Os plásticos flexíveis desempenham um papel fundamental nas embalagens, então, como podemos equilibrar as crescentes demandas do comércio global com a necessidade de lidar com as limitações de nossa infraestrutura de resíduos? A solução está mais próxima do que se pode imaginar: um processo conhecido como reciclagem avançada, ou reciclagem química, uma nova tecnologia que transforma plásticos usados de todos os tipos em plásticos circulares , com propriedades de desempenho iguais ao seu estado original. 

 

Rumo a um novo começo

A reciclagem avançada é uma tecnologia nova e promissora que está em processo de crescimento em escala. Atualmente, a maioria dos programas é pequena ou regional, onde os consumidores levam materiais descartados para locais de coleta específicos, como lojas de varejo ou mercearias. Os plásticos que vêm desses pontos de coleta são recolhidos, separados, consolidados, empacotados e transportados a instalações de reciclagem avançada.

Eles são, então, dissolvidos ou quebrados com o calor em blocos básicos de construção química, tipicamente na forma de óleo. Esse óleo, por sua vez, pode ser usado de forma muito parecida com a do petróleo bruto virgem no processo de criação de novo plástico. Não apenas a reciclagem avançada permite aceitar uma ampla gama de embalagens plásticas flexíveis, mas o produto resultante corresponde à segurança e desempenho dos materiais plásticos virgens, sem o uso de novas matérias-primas petrolíferas.

Os plásticos podem ser submetidos ao processo de reciclagem avançada repetidamente, sem degradação do desempenho do material, até mesmo a ponto de serem aceitáveis para o contato com alimentos. É por isso que acreditamos que a reciclagem avançada representa o futuro da embalagem sustentável em uma economia circular. Ainda temos um longo caminho a percorrer, por isso a Sealed Air está investindo em projetos de tecnologia de reciclagem avançada.

 

Gráfico mostrando embalagem de plástico circular

Somos parte da solução

Em agosto de 2020, a Sealed Air anunciou um investimento acionário na Plastic Energy Global, uma empresa que busca expandir o acesso à reciclagem avançada em todo o mundo, construindo 50 novas instalações nos próximos 10 anos. Com o objetivo de processar 300.000 toneladas de resíduos plásticos até 2025, a Plastic Energy oferece uma plataforma tecnológica que permitirá que o plástico seja significativamente desviado para longe dos aterros sanitários, e que também possa fornecer matérias-primas para a criação de plástico sem a necessidade de petróleo novo.

Na Sealed Air, sabemos que, embora o plástico flexível continue sendo a melhor escolha para uma variedade de aplicações de embalagens, a redução de resíduos plásticos é um problema que não pode ser resolvido sem novas ideias e tecnologias inovadoras. Queremos plásticos reciclados melhores, mais limpos e mais viáveis para colocar em nossos produtos, para que nossos clientes possam oferecê-los em seus produtos, e estamos investindo nosso dinheiro em meios para começar a fechar o ciclo.