carne envolvida em embalagem case ready (pronta para prateleira)
EMBALAGEM CASE READY (PRONTA PARA PRATELEIRA)

Como a embalagem case ready (pronta para prateleira) compensa a incerteza

Rolar para baixo

11 de janeiro de 2021

Os materiais usados na embalagem para carnes case ready (pronto para prateleira) são projetados para maximizar a proteção, ao mesmo tempo que estendem a vida útil, o frescor e sabor. Tecnologias de embalagem de alta qualidade, como filmes para barreira, selagem a vácuo ou atmosferas alteradas podem garantir o frescor por até duas vezes mais tempo do que as carnes expostas no balcão do açougue. E, para alguns varejistas, eliminar a operação de corte e embalagem de produtos frescos na loja poderia ajudar a liberar um valioso espaço refrigerado, que poderia ser redirecionado para necessidades emergentes, como a preparação de retirada de produtos perecíveis para E-commerce.

A embalagem case ready (pronta para prateleira) pode ajudar a compensar a incerteza de fornecimento e demanda.

 

Os padrões sazonais de demanda por proteínas frescas como carne bovina, de aves ou suína encontram-se estabelecidos o suficiente para que o modelo de distribuição básica de perecíveis seja formado com base em um inventário just-in-time. Quando a produção é interrompida nas fábricas de processamento de carne, pode ser difícil de elas contornarem a situação. A escassez de mão de obra continua sendo um problema, que apenas se exacerbou com o fechamento de fábricas em meio às preocupações mundiais com a saúde.

Quando a interrupção de fornecimento ocorre, a quantidade de manuseio exigido dentro da loja para os principais cortes de carne pode ser um desafio no que se refere a manter suas prateleiras e balcões bem abastecidos. As atividades das áreas de serviços, como desembalar, cortar manualmente e reembalar exigem um tempo que poderia ser usado para garantir que as prateleiras continuassem abastecidas e prontas para seus clientes. Agora mais do que nunca, cada grama de carne que se move pela cadeia de suprimentos precisa fazê-lo de forma a reduzir o manuseio e maximizar a vida útil do produto.

 

Talvez uma das coisas mais interessantes que estamos vivenciando como resultado dessa pandemia é que novos hábitos estão se formando e nos conduzindo muito mais rapidamente ao ambiente de compras em mercados omnichannel. Enquanto isso traz implicações para toda a cadeia de suprimentos alimentar, este pode ser o momento de pensar como a mudança para embalagens case ready (pronto para prateleira) para carnes frescas poderia ajudar você a estar preparado para o que vier pela frente.